Antes de você começar a ler o guia de UX e UI Design para e-commerce, é preciso compreender do que se tratam os principais termos. Assim, será possível entender como aplicar as técnicas e tecnologias a favor das lojas virtuais e enxergar como isso está presente de forma tão natural que, muitas vezes, as pessoas não se dão conta.

Diariamente e, até mesmo, sem perceber, os consumidores e lojistas estão em contato com várias interfaces em dispositivos diferentes: computadores, notebooks, smartphones, tablets e outros gadgets. São interações com amigos, familiares e contatos profissionais por meio das redes sociais. São feitas reservas de hotel para viagem e pedidos de comida com muita facilidade por meio de apps. As formas de interações entre pessoas e sistemas é infinita.

Quase sempre tudo funciona muito bem, basta o toque de um botão e são resolvidas necessidades e problemas; Porém, em algumas situações, acaba-se demorando mais para realizar a ação por conta de interfaces muito complexas. São fluxos de ação sem nenhuma clareza que tornam quase impossível a realização de tarefas simples, como fazer uma reserva de cinema ou marcar uma consulta médica.

MAS POR QUE ISSO? Por que existem extremos de interfaces? Umas mais amigáveis e diretas, enquanto outras são complexas para os usuários? Quem são os responsáveis? As respostas para as questões encontramos na atuação de UX & UI DESIGN no desenvolvimento das soluções.

#UX DESIGN x UI DESIGN

UX e UI? Parecidos, mas não iguais. Diferentes, mas complementares. A definição e finalidade de cada termo ou técnica é diferente, mas a união das duas bem executadas forma uma experiência final para usuário nenhum botar defeito.

#O que é UX Design?

O termo "design UX" refere-se ao processo de criação e aprimoramento da satisfação dos usuários, melhorando a usabilidade e acessibilidade fornecidos na interação com o produto. Em resumo, a satisfação do cliente significa tudo. Se a experiência UX não satisfizer os três critérios (satisfação, usabilidade e acessibilidade), provavelmente irá falhar.

O trabalho de UX acontece "nos bastidores". O consumidor nem sempre percebe, a menos que seja mal feito. Se a pessoa perguntar "o que eu deveria fazer agora para completar minha tarefa neste aplicativo, site, etc?", significa uma experiência de usuário ruim.

A UX, como disciplina, concentra-se no método científico ou na arquitetura de uma experiência de usuário. É uma otimização realizada de acordo com os resultados das melhores práticas do setor, pesquisa de usuários, grupos de foco e estudos de usabilidade.

#O que é UI Design?

O trabalho de UI é uma forma de arte e o designer de UI é a pessoa que se concentra em todos os elementos que fazem um site bonito e divertido: cores, estilo de botão, gráficos, animação, tipografia, diagramas, widgets, comportamento de clique ou toque, entre outros.

Os elementos de interface do usuário em uma determinada página se juntam para criar a natureza estética geral de qualquer aplicativo ou site.

Alguns exemplos de trabalho de UI produzidos por designers: animações, ilustrações, logo de aplicativos e mais.

O trabalho da UX é sobre como as pessoas interagem com um site e UI se preocupa em como os usuários se sentem sobre esse site.

#A atuação do design no comércio eletrônico

"Se você construir uma ótima experiência, seus clientes irão contar sobre isso. O boca-a-boca é muito poderoso"

Diz o CEO da Amazon, Jeff Bezos, e é difícil argumentar o contrário. Obviamente, o sucesso da atividade de comércio eletrônico depende de vários fatores, entre os quais:

  • A qualidade do produto ou serviço oferecido;
  • A qualidade do conteúdo que apresenta a oferta aos clientes;
  • A qualidade do design para a plataforma eletrônica - website e / ou aplicação móvel - por meio do qual as vendas serão entregues.

Os elementos de design UI / UX desempenham um papel vital para alcançar os resultados. Existem uma série de detalhes que podem influenciar diretamente os lucros dos negócios do comércio eletrônico. Por exemplo:

  • Uma lógica clara de ações para o usuário e transições cuidadosamente planejadas;
  • microinterações simples e claras;
  • feedbacks rápidos do sistema;
  • apresentação atraente do produto;
  • fluxo de pagamento fácil.

Por isso, ao planejar um site de comércio eletrônico ou aplicativo móvel, devem ser considerados os seguintes aspectos:

  1. Simplicidade operacional;
  2. Marca forte;
  3. Uso efetivo de elementos visuais;
  4. Apresentação clara de dados em de menus, catálogos, etc.;
  5. Capacidade do usuário para deixar comentários sobre bens e serviços;
  6. Informações gerais e de contato facilmente disponíveis.

Até aqui, vimos a importância dos elementos de Design UX e UI. Na sequência, será abordado o impacto de cada um deles nos projetos para o comércio eletrônico.

#Qual o impacto de UX Design no E-commerce?

É preciso entender que a venda de produtos por meio dos sites ou aplicativos deve envolver o menor número possível de interações. Ou seja, ser rápida e eficiente, tendo sempre em mente a experiência positiva como chave para retenção de usuários.

#4 principais aspectos de UX

  1. O utilitário reside na natureza do produto: ajudar os usuários a escolher e comprar os produtos e os serviços de que precisam.

  2. A usabilidade tem que tornar a viagem do cliente clara e fácil, sem cliques desnecessários, tempo perdido no carregamento de páginas sobrecarregadas ou menus inconvenientes, frustração de não receber feedback do sistema, etc.

  3. A acessibilidade deve produzir um design para diferentes categorias de usuários, por exemplo: pessoas com deficiências ou baixo nível de alfabetização tecnológica.

  4. A desejabilidade significa que o aplicativo terá a aparência que tornará a experiência agradável e os usuários desejarão voltar novamente.

Quando pensamos em construir uma experiência de UX de sucesso, não podemos deixar passar alguns detalhes:

Navegação intuitiva: o usuário precisa saber onde está, se mover com facilidade na interface do site ou aplicativo, saber como e onde pode chegar. Não basta a loja possuir uma boa aparência. No final, o que conta são as vendas bem sucedidas realizadas. Para isso, a navegação do site precisa ser muito bem pensada e não atrapalhar a jornada de compras.

Funil de vendas: está ligado com a jornada do usuário dentro da loja. É fundamental pensar em todas as etapas que levarão o usuário a comprar e repetir a experiência no futuro.

#Etapas do funil

No funil, temos as etapas de:

  • Introdução: o primeiro contato, onde o usuário descobre o produto;
  • Educação: onde o usuário conhece mais sobre o produto;
  • Avaliação: o usuário tem a opção de comprar com seu concorrente, mas irá avaliar os pontos únicos da sua oferta;
  • Decisão: informações, call-to-action e explicação do processo de compra;
  • Compra: o usuário decidiu por sua loja e se tornou cliente, mas ainda não acabou;
  • Retenção: ações necessárias que farão com que o consumidor se lembre de sua loja e torne a comprar no futuro. Exemplos: newsletter, opção de compra rápida caso deseje comprar novamente, etc.

Atenção! Apresentação dos produtos: é preciso compreender o nicho e público, pesquisar e avaliar qual a melhor forma de exibição dos itens da loja. Uma página não pode ser sobrecarregada de elementos e informações; Porém, nenhum usuário quer ficar navegando entre muitas páginas para obter informações. É preciso encontrar um equilíbrio. A página de produtos é o destino final e precisa acolher o usuário e fornecer tudo que ele precisa para ir ao checkout e se tornar um cliente.

Há muitos pontos que é preciso considerar para uma boa experiência de UX, mas o mais importante é que tudo isso seja pensado e feito tendo sempre o usuário como centro das tomadas de decisões.

#Qual o impacto de UI Design no E-commerce?

Saindo um pouco do universo das pesquisas, técnicas e toda parte lógica, temos a emoção, o sentimento e a aparência, contidas no papel de UI Design, que também tem uma atuação fundamental no sucesso da loja virtual.

Neste momento, o Designer UI busca encontrar o conceito de estilo que irá cobrir os aspectos apresentados no UX, num casamento perfeito, em que a funcionalidade ganha a roupagem que será responsável por atrair e encantar o usuário final.

Para a experiência de UI ser eficiente são fundamentais alguns aspectos:

  • Escolha de cores que correspondem à imagem da marca e fortaleçam o feedback emocional;
  • Definir o estilo correspondente à natureza da oferta comercial: quando chegar ao site, as pessoas devem entender instantaneamente que se vende bens domésticos, legumes frescos, roupas modernas, dispositivos exclusivos ou qualquer outra coisa;
  • Hierarquia visual que torna as principais zonas de interação instantaneamente visíveis;
  • Harmonia geral de percepção que confere sensação de satisfação estética, apoiando a experiência positiva do usuário.
  • Layout único e atrativo. A maioria dos sites de comércio eletrônico têm o mesmo layout antigo de produtos em caixas dispostos como grades. É importante ter um layout único que os visitantes recordem, mesmo depois de sair do site.
  • Fotos de qualidade. Fotos de alta qualidade de produtos (alta resolução, diferentes ângulos de produtos, diferentes origens) são tão importantes quanto o layout.

#Conclusão

Existem boas práticas, tecnologias e profissionais altamente capacitados para resolverem as questões de UX e UI Design de um e-commerce. Noe entanto, é preciso lembrar que acima de tudo, deve-se conhecer bem o público, seus anseios, suas necessidades e vr além de estatísticas. Dessa forma, os profissionais são capazes de criar por meio dos recursos disponíveis não somente a melhor experiência, mas um resultado mais completo e humanizado, que abrace o usuário e o torne parte da loja na jornada de compra.

Quanto mais focar em pessoas, mais perto o e-commerce estará de alcançar o sucesso com UI e UX única. Tenha como objetivo encantar com UI e os resultados falarão por si.

Lembre-se, o propósito de uma loja virtual é vender e não há vendas se não houver encantamento, agilidade e praticidade. As pessoas não querem esperar, não querem perder tempo e se deixam levar pela emoção. Saiba entender e aproveitar cada parte dessa experiência e transformar o e-commerce por completo!