Muito se fala em geração millennial e como ela vem conduzindo, no mundo, as relações sociais, políticas e, principalmente, comerciais.

Falando sobre o mercado, sabe-se que uma das áreas mais afetadas pelas atividades dessa geração é o comércio eletrônico. Afinal, esse público cresceu junto com a expansão da internet e está bem familiarizado com seus recursos.

Essas são algumas das razões que fazem dos millennials uma das parcelas mais ativas nas vendas do e-commerce. Para você ter uma noção, o último relatório Webshoppers, da E-bit, apontou que quase um terço (31%) das compras online no Brasil foi realizada por consumidores de até 35 anos — e a tendência é aumentar essa fatia com o tempo.

Mas por que você deve se atentar a essa geração? Como explicaremos ao longo deste artigo, esse público possui características bem peculiares em relação a outras faixas etárias. Aspectos que podem mudar a forma de vender, se relacionar e estruturar sua loja virtual.

Por isso, vamos entender melhor o conceito de millennials e seus impactos no e-commerce. Fique conosco!

#O que são os millennials?

Os millennials ou geração Y, como também são conhecidos, são pessoas que nasceram nas décadas de 80 e 90. Em comum, eles possuem diversas características, mas as mais marcantes são a intimidade com a tecnologia e a influência que exercem sobre outras faixas etárias.

Eles acompanharam ou já nasceram com o surgimento e o crescimento da internet, dos smartphones, tablets, videogames e outros dispositivos inteligentes ou com acesso à web, como TVs, relógios, óculos de realidade aumentada/virtual etc.

Além das ferramentas, eles consomem e são responsáveis pela globalização de marcas como Google, Facebook, Twitter, Amazon e tantas outras que centram seus serviços no ambiente virtual.

Essa intimidade com os meios digitais é um dos motivos para eles serem tão influentes em relação às suas gerações antecessoras e sucessoras.

Nota-se isso quando vemos que grande parte das redes sociais, como o Facebook, começa concentrando usuários jovens e se expandem a partir da entrada de pessoas mais velhas.

Como muitos pais não são familiarizados com essas ferramentas, o que sê vê são os filhos os ensinando a mexer nessas mídias sociais, nos mecanismos de busca, nos aplicativos, sites de venda etc.

#Como eles estão mudando a maneira de se fazer vender?

Voltando para as questões mercadológicas, o comportamento dos consumidores da geração Y também tem impactado nas ações de marketing e vendas das lojas, especialmente as virtuais.

Por exemplo, esse público é ávido por informações. Sabe que existe um Google há poucos cliques de distância e uma infinidade de fontes para tentar solucionar suas dúvidas e problemas. Isso torna essas pessoas inquietas e desconfiadas com quase tudo que lhe é transmitido.

Mas o que isso muda em um e-commerce, por exemplo? A partir desse hábito, as lojas precisam ser cada vez mais detalhistas acerca dos seus produtos, meios de pagamento, entregas, políticas de trocas, segurança e outros pontos que fazem a diferença na hora da compra.

A geração Millennial é auto didata, busca conhecimento por si próprio. Portanto, sua empresa deve acompanhar o ritmo e prover também informações sobre todos os pontos de contatos com o cliente. A falta de informação, de clareza e de facilidades são fatores cruciais para diminuição da taxa de conversão e aumento de abandono de carrinho.

Outra característica dessa geração é que ela prioriza mais as experiências do que as compras materiais, ou seja, os valores agregados pelos produtos pesam bastante em suas decisões.

Por exemplo, quando uma pessoa dessa faixa compra um smartphone, elas não se importa tanto com seus atributos técnicos. Ela avalia se aquele aparelho registrará, em boa qualidade, suas viagens, suas saídas com os amigos; se aquele celular melhorará seu status social; se aquela empresa defende causas com as quais ela se identifique.

Por último, e talvez o maior impacto, está na conectividade dessa geração, os chamados micromomentos. Durante um almoço, um jantar, na fila do cinema...essa geração está sempre conectada e é mandatório para sua empresa estar presente em todos os canais.

Imagine um cliente que precisa urgentemente comprar uma camisa para uma reunião pois a sua sujou com café. Se sua loja virtual não está preparada para mobile, não possui clareza nas informações, não facilita encontrar o telefone e endereço, provavelmente você perderá uma venda da loja física e não da loja virtual.

Em suma, essa geração fez com que os valores sociais, éticos e sustentáveis passassem a ter mais força nas abordagens de marketing e vendas.

#Por que os millennials devem ser o foco do e-commerce?

O primeiro motivo para as lojas virtuais se prepararem mais para esse público é o fato de que ele dita as formas como os consumidores de outras gerações se comportam em sua jornada de compra.

Muitos dos padrões de consumo virtual que conhecemos hoje, incluindo aí a busca por avaliações de outros clientes, diversidade nas condições e meios de pagamento e compras via mobile, surgiram das demandas impostas pelos millennials. Isso só reforça a influência desse grupo sobre os demais.

Além disso, há de se considerar que essa geração tem muito a evoluir economicamente. Hoje, sua faixa etária é composta por pessoas de 17 a 36 anos, ou seja, muita gente ainda vai entrar no mercado de trabalho, começar a formar seu patrimônio, constituir e crescer sua própria família. Logo, o poderio financeiro dos millennials será mais impactante.

Eles já representam o presente e vão representar ainda mais o futuro do comportamento do consumidor. Se considerarmos, então, que a geração Z (que pega o término da Y, final da década de 90, e vai até os nascidos em 2010) deve seguir, em tese, os costumes dos seus antecessores, veremos que o legado dos millennials será ainda mais perceptível.

#Como preparar sua loja para essa geração?

Estruturar seu e-commerce para oferecer uma ótima experiência para esse grupo de consumidores mais exigentes talvez seja o principal desafio.

Ao longo do post, você já pôde ter uma ideia do que pode ser adequado às preferências e hábitos dos millennials. Ainda assim, resolvemos trazer mais algumas dicas importantes. Confira a seguir:

#Aprimore a experiência no mobile

Você sabia que a estimativa, para 2017, de compras feitas em dispositivos móveis é de 32% do total do comércio eletrônico? Até janeiro de 2011, essa parcela era de apenas 0,1%, segundo o relatório Webshoppers.

Parte desse crescimento não se deve apenas ao desenvolvimento dos smartphones e do m-commerce, mas também à geração Y — que gosta da praticidade e da mobilidade ao comprar pelo seu celular.

Portanto, certifique-se de que o design da sua loja se adapta bem às telas menores ou cogite a criação de um site próprio para mobile ou o desenvolvimento de um app para o seu e-commerce.

#Simplifique o processo de checkout

Falando em praticidade, os millennials valorizam as experiências de compra mais rápidas e simples. Um checkout longo, com muitas etapas e formulários pode afugentar os jovens clientes da sua loja.

Em vez disso, pense em soluções de checkout inteligente, de finalização de compra em apenas um clique e em cadastros que exijam apenas as informações essenciais dos compradores. Em suma, em sistemas que facilitem o processo de aquisição dos seus produtos.

#Converse mais com o público em seus canais de interação

Um outro aspecto relevante dessa geração é que ela cresceu com a Web 2.0, que é a era da internet em que todos os integrantes passaram a ter voz e a produzir seus próprios conteúdos.

Mas o que isso tem a ver com o e-commerce? É que os millennials se acostumaram a interagir mais com as empresas e marcas assim como dialogam com outras pessoas nas redes sociais.

Isso demanda uma atuação mais voltada para as interações com o cliente. Logo, não cabe mais manter apenas o site da sua loja sem ter perfis nas mídias sociais para ouvir, aprender, atender e conversar com o público.

Além do mais, é por meio desses canais que sua empresa poderá promover um estilo de vida, defender causas, divulgar conteúdos úteis e expor outros valores não comerciais que são muito importantes para essa geração Y.

A geração millennial carrega tantos atributos que fica até fácil entender as razões para ela ser tão exigente durante o processo de compra.

Afinal, é difícil satisfazer um público que tem fácil acesso à informação, que compara preços, que busca maior economia, que quer comprar em um e-commerce confiável e seguro, que busca uma experiência positiva e não só uma mercadoria, entre muitas outras demandas.

Portanto, é fundamental alinhar sua loja a esse perfil, visando não só garantir bons resultados agora, mas, principalmente, nos próximos anos e décadas.

Você conseguiu compreender como essa geração millennial está mudando o comportamento de consumo no mercado e, em especial, no e-commerce?

Então, compartilhe este post em suas redes sociais para que mais pessoas entendam esse novo panorama.