A internet proporcionou ao mundo uma nova forma de desenvolver e realizar negócios. O e-commerce é, provavelmente, o expoente mais popular desse universo digital.

No entanto, ao contrário do que muitos pregam, e tantos outros acreditam, um negócio online não é uma terra de ninguém. Montar um e-commerce é como constituir uma empresa física, exige investimento, planejamento, administração, contabilidade e quase todo o restante que exige uma empresa tradicional.

A Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) é um desses documentos administrativos importantíssimos que devem acompanhar as burocracias contábeis de qualquer empresa, inclusive de um e-commerce.

Mas será que fazer uma DRE para e-commerce é diferente em relação a outros negócios? Como elaborar essa demonstração contábil? É o que entenderemos neste artigo. Acompanhe!

#O que é uma DRE e qual sua importância?

Antes de qualquer coisa, é importante definirmos o conceito de DRE. Esta é a sigla para Demonstração do Resultado do Exercício, que, em gestão de negócios, é um documento contábil com as demonstrações financeiras de uma empresa.

Esse documento, contrastando os custos e as receitas de competência do período administrativo (por exemplo, o ano de exercício), ilustra o resultado econômico da gestão do período considerado. Dessa forma, mede o aumento ou a diminuição que o capital líquido da empresa tem sofrido como resultado da gestão operacional.

E por que isso é importante para a gestão do seu e-commerce?

Particularmente, a Demonstração do Resultado do Exercício:

  • identifica todos os fatores que participaram do ciclo de gestão e constitui um controle de como esses fatores contribuíram para o resultado operacional do balanço;

  • permite identificar os resultados parciais de todas as fases de operação em que pode ser decomposta a atividade da empresa;

  • permite identificar, numa primeira abordagem, a responsabilidade de cada gestor ou responsável por função.

Em suma, a Demonstração do Resultado do Exercício permite identificar se o seu e-commerce está gerando lucro ou está dando prejuízo, além de desenhar os pontos que devem ser melhorados e ser útil na tomada de decisões.

Vale a pena dar uma olhada na legislação específica que instituiu a DRE, a Lei 6.404/76, em seu artigo 187.

#Qual a diferença entre DRE e fluxo de caixa?

Enquanto a Demonstração do Resultado do Exercício é um documento que faz parte, junto ao balanço patrimonial e às notas explicativas, do demonstrativo financeiro de uma empresa, o fluxo de caixa é a diferença entre todas as entradas e saídas financeiras do caixa de uma empresa ou projeto durante o período analisado.

O fluxo de caixa, para o e-commerce, representa uma medida que a empresa tem de se autofinanciar para manter o negócio consolidado e em ascensão.

O fluxo de caixa pode ser calculado a partir das mudanças nos saldos das contas do balanço entre dois períodos de referência. Na prática, ele também é usado na Demonstração do Resultado do Exercício da empresa para ajudar na determinação dos itens que a constituem.

Como adendo, é importante determinar o break even, ou seja, quando o seu negócio começa a gerar lucros, não apenas porque isso vai afetar seu fluxo de caixa, mas porque ele vai dar uma meta a atingir, o que é útil para fazer projeções sobre o futuro do seu e-commerce.

Depois de determinar o break even, é fundamental se concentrar no fluxo de caixa: mantê-lo positivo para chegar ao ponto de equilíbrio e, em seguida, gerar lucros. Nesse contexto, é útil manter sempre as reservas de caixa, o que pode ajudar a resolver os períodos de déficit temporários.

#Como montar uma Demonstração do Resultado do Exercício?

A Demonstração do Resultado do Exercício é representada de forma escalar, ou seja, por áreas, para cada qual há representadas as receitas relacionadas, os custos e a diferença final.

Vejamos um modelo com os principais itens de uma DRE e exemplos de valores:

A. Valor da produção

Aqui é onde deverão ser colocados todos os valores referentes à receita total da produção do e-commerce, tais como:

  1. receita das vendas e dos serviços

  2. variação nos estoques de produtos em processamento ou finalizados

  3. outras receitas

B. Custos da produção

E neste item serão explanados todos os custos envolvidos na atividade do e-commerce durante o período determinado:

  1. matérias-primas, suprimentos, materiais de consumo e bens

  2. serviços

  3. fruição de recursos de terceiros

  4. pessoal/equipe

  5. depreciação e amortização

  6. variação dos estoques de matérias-primas, suprimentos, materiais de consumo e bens

  7. fornecimentos

  8. outros custos de gestão

Após relacionar A e B, você já poderá saber a diferença entre os valores e os custos da produção (A − B)

C. Receitas e despesas financeiras

Dependendo do tamanho do e-commerce, pode haver outras receitas e outras despesas envolvidas no aspecto financeiro, como:

  1. rendimentos oriundos de participação social

  2. outros rendimentos financeiros

  3. juros e outros encargos financeiros

  4. ganhos e perdas em moeda estrangeira

D. Ajustes ao valor de atividades financeiras

  1. revalorização:
  • de participação

  • de ativos financeiros que não constituem participação

  1. desvalorização
  • de participação

  • de ativos financeiros que não constituem participação

E. Receitas e despesas extraordinárias

  1. resultado antes dos impostos (A − B + C + D + E)

  2. impostos sobre o rendimento no período de exercício

  3. resultado final do exercício

A Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) não é um documento difícil de ser feito. É preciso levar em conta todos os valores monetários envolvidos no e-commerce para gerar um demonstrativo mais detalhado possível.

Se feita corretamente, a DRE vai mostrar os resultados financeiros da sua loja virtual e facilitará muito o processo de otimização do negócio, pois você conseguirá analisar os pontos essenciais que devem ser aprimorados, além de saber se o e-commerce está dando lucro ou prejuízo.

A melhor forma de gerar a DRE é por meio de uma planilha, que facilita a visualização e faz os cálculos automaticamente, de forma a não se cometerem deslizes. Além disso, permite que todos os gestores da loja consigam acompanhar o desenvolvimento do negócio e, intrinsecamente, otimizar seu próprio setor.

Gostou do nosso guia para fazer a Demonstração do Resultado do Exercício para a sua loja virtual? Não deixe de nos seguir nas redes sociais e se manter atualizado sobre o mundo do e-commerce: Facebook, LinkedIn, YouTube.